Projetos

Está em curso atualmente a execução de um projeto conjunto entre o NAU, o Núcleo Tecnológico de Educação Aberta (NTEA) e o setor de Tecnologia da Informação (TI) no sentido de garantir acessibilidade tecnológica a experiências educacionais online. Além disso, tanto o Laboratório de Metodologias Ativas quanto as estações de trabalho da Central de Tutoria foram equipados com uma mobília adaptada para oferecer condições acessíveis e confortáveis a todos.

No que se refere a processos vestibulares ou de seleção, as FIO têm adotado o seguinte modelo de atendimento:

  1. Na elaboração do edital se deve expressar, com clareza, os recursos que poderão ser utilizados pelo vestibulando no momento da prova, bem como os critérios de correção a serem adotados pela comissão do vestibular.
  2. No momento dos exames vestibulares, devem ser providenciadas salas especiais para cada tipo de deficiência e uma forma adequada de obtenção de respostas pelo vestibulando, se necessário com auxiliares designados para este fim.
  3. No momento da correção das provas, considerar-se-ão as diferenças específicas inerentes a cada portador de deficiência, para que o domínio do conhecimento seja aferido por meio de critérios compatíveis com as características especiais desses alunos.

Os edifícios que estão em processo de construção foram projetados de modo a manter o padrão de acessibilidade arquitetônica das FIO. Nesse sentido, foram projetadas rampas de acesso, estabelecimento de piso tátil e corrimões, adaptações nos banheiros etc. O estacionamento para veículos das FIO também preveem a reserva de vagas para pessoas com deficiência, reduzindo dessa maneira a barreira de transporte. Além disso, do ponto de vista didático-pedagógico, está em curso também a expansão da disciplina LIBRAS nos variados cursos oferecidos pelas FIO.