Doaj

www.doaj.org

Objetivos e Âmbito

O objetivo do Directory of Open Access Journals é aumentar a visibilidade e a facilidade de utilização das revistas científicas e universitárias em acesso aberto, promovendo assim o seu uso e impacto crescentes. O diretório pretende ser exaustivo e cobrir todas as revistas científicas e universitárias em acesso aberto que utilizam um sistema de controlo que garanta a qualidade do seu conteúdo. Em resumo, um ponto único de acesso para utilizadores de revistas em acesso aberto.


Definições

Revistas em acesso aberto: Definimos revistas em acesso aberto como revistas que usam um modelo de negócio que não cobra aos leitores ou às suas instituições pelo acesso. A partir da definição de acesso aberto da BOAI [1], consideramos o direito dos utilizadores de "ler, descarregar/baixar, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar ou fazer ligações para o texto integral dos artigos" condição obrigatória para uma revista ser incluída no diretório.
[1] http://www.earlham.edu/~peters/fos/boaifaq.htm#openaccess

Controlo de qualidade: A revista deve possuir 'revisão por pares' ou formas de controlo da qualidade editorial para ser incluída.

Revistas que publicam resultados primários de investigação ou sínteses de resultados de investigação para uma comunidade científica.

Periódico: Uma publicação em série publicada ou com intenção de ser publicada indefinidamente a intervalos regulares, mas frequentemente que uma vez por ano,cujas aparições são numeradas ou datadas consecutivamente e que contém artigos, relatos ou outros escritos.


Critérios de seleção

Cobertura:

  • Assunto: todas as disciplinas científicas e universitárias são cobertas.
  • Tipos de recurso: revistas científicas e universitárias que publiquem artigos de investigação ou de revisão em texto integral.
  • Fontes aceitáveis: Todas as fontes académicas, governamentais, comerciais ou não-lucrativas são aceitáveis.
  • Nível: o público-alvo das revistas incluídas deve ser prioritariamente o dos investigadores.
  • Conteúdo: uma parte substancial da revista deve ser constituída por artigos de investigação. Todos os conteúdos devem estar disponíveis em texto integral.
  • Idiomas: todos.


Accesso:

  • Todo o conteúdo deve estar livremente disponível.
  • Registo: Um registo gratuito do utilizador para o acesso online é aceitável.
  • Acesso aberto sem atrasos (por exemplo, sem período de embargo).


Qualidade: Para uma revista ser incluída no diretório, deve praticar um controlo de qualidade dos artigos submetidos, por um editor, uma comissão editorial e/ou um sistema de revisão por pares.

Periódico: A revista deve possuir um ISSN (International Standard Serial Number, para informação veja http://www.issn.org).


Informação sobre os metadados

Os recursos são catalogados ao nível do título da revista. Para tornar o conteúdo pesquisável pelo sistema ao nível dos artigos, os responsáveis das revistas devem fornecer os metadados dos artigos journal quando as revistas tenham sido adicionadas ao diretório. Se é responsável por uma revista e não recebeu essa informação, por favor contate-nos.


Antecedentes do projeto

A proliferação de revistas eletrónicas livremente acessíveis, o desenvolvimento de arquivos temáticos de pré-prints e e-prints e de coleções de objetos de aprendizagem fornece um suplemento de conhecimento científico de grande qualidade aos tipos existentes de informação científica publicada (livros, revistas, bases de dados, etc.). No entanto, estas valiosas coleções são difíceis de identificar e integrar nos sistemas de informação organizados nas bibliotecas para os seus públicos.

Na primeira Nordic Conference on Scholarly Communication, em Lund e Copenhagen (http://www.lub.lu.se/ncsc2002), discutiu-se a ideia de criar um diretório exaustivo das revistas em acesso aberto. Concluiu-se que seria um serviço de grande valor para a comunidade mundial de investigação e ensino. O Open Society Institute (OSI) apoiou o trabalho inicial do projeto.

As tecnologias disponíveis possibilitam a recolha e a organização desses recursos, de modo a permitir às bibliotecas do mundo inteiro a integração desses recursos nos serviços existentes, oferecendo assim um valor acrescentado tanto aos fornecedores do serviço quanto à comunidade global de investigação e ensino.


Particiçao no projeto Europeana

O DOAJ participou no projecto Europeana Libraries 2010-2012. O DOAJ foi incluído no portal que foi lançado em Tartu, Estónia, em 27 de junho de 2012. Este portal oferece acesso livre a conteúdos em texto integral de grande qualidade, além de excelentes ferramentas de pesquisa, permitindo aos investigadores encontrar, usar e reutilizar facilmente um vasto conjunto de materiais. O conteúdo do DOAJ será ainda mais visível e disseminado através deste portal.
Pode visitar neste endereço o portal.
Um vídeo promocional sobre o website pode ser visto no nosso canal YouTube

BDTD

http://bdtd.ibict.br/pt/a-bdtd.html

O que é a BDTD

O Ibict coordena o projeto da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), que integra os sistemas de informação de teses e dissertações existentes nas instituições de ensino e pesquisa brasileiras, e também estimula o registro e a publicação de teses e dissertações em meio eletrônico. Este projeto − iniciativa inovadora do IBICT, em parceria com as instituições brasileiras de ensino e pesquisa − possibilita que a comunidade brasileira de C&T publique suas teses e dissertações produzidas no país e no exterior, dando maior visibilidade a produção científica nacional.

A BDTD foi desenvolvida no âmbito do programa da Biblioteca Digital Brasileira, com apoio da Financiadora de Estudos e Pesquisas (Finep). Tem um comitê técnico-consultivo (CTC), instalado em abril de 2002, constituído por representantes do Ibict, CNPq, MEC (Capes e Sesu), Finep e das três universidades que participaram do grupo de trabalho e do projeto-piloto (USP, Puc-Rio e UFSC). O CTC é um colegiado e objetiva referendar o desenvolvimento da BDTD, assim como atuar na especificação de padrões a serem adotados no âmbito do sistema da BDTD. Em particular, apoiou e aprovou o Padrão Brasileiro de Metadados para Teses e Dissertações ( MTD-BR).

Modelo

A BDTD utiliza as tecnologias do Open Archives Initiative (OAI) e adota o modelo baseado em padrões de interoperabilidade consolidado em uma rede distribuída de bibliotecas digitais de teses e dissertações com a existência de dois atores principais:

•    provedor de dados (data providers) - administra o depósito e publicação, expondo os  metadados para a coleta automática (harvesting);
•    provedor de serviços (service providers) - fornece serviços de informação com base nos metadados coletados junto aos provedores de dados.

Nessa rede, as instituições de ensino e pesquisa atuam como provedores de dados e o Ibict opera como agregador, coletando metadados de teses e dissertações dos provedores, fornecendo serviços de informação sobre esses metadados e expondo-os para coleta por outros provedores de serviços, em especial pela Networked Digital Library of Theses and Dissertation ( NDLTD).

PUDMED


PubMed compreende mais de 22 milhões de citações para a literatura biomédica do MEDLINE , revistas de ciências da vida, e livros on-line. PubMed citações e resumos inclui os campos da biomedicina e da saúde, abrangendo porções de ciências da vida, ciências do comportamento, ciências, química e bioengenharia. PubMed também fornece acesso a outros sites relevantes e links para os outros NCBI recursos de biologia molecular.

PubMed é um recurso livre que é desenvolvido e mantido pelo Centro Nacional de Informações sobre Biotecnologia ( NCBI ), no National Library of Medicine EUA ( NLM ), localizado no National Institutes of Health ( NIH ).

Editores de revistas podem apresentar suas citações para NCBI e fornecer acesso ao texto completo de artigos em sites de revistas usando LinkOut .

 

Periódicos Capes

O Portal de Periódicos da Capes

O Portal de Periódicos, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), é uma biblioteca virtual que reúne e disponibiliza a instituições de ensino e pesquisa no Brasil o melhor da produção científica internacional. Ele conta com um acervo de mais de 33 mil títulos com texto completo, 130 bases referenciais, dez bases dedicadas exclusivamente a patentes, além de livros, enciclopédias e obras de referência, normas técnicas, estatísticas e conteúdo audiovisual.

O Portal de Periódicos foi criado tendo em vista o déficit de acesso das bibliotecas brasileiras à informação científica internacional, dentro da perspectiva de que seria demasiadamente caro atualizar esse acervo com a compra de periódicos impressos para cada uma das universidades do sistema superior de ensino federal. Foi desenvolvido ainda com o objetivo de reduzir os desnivelamentos regionais no acesso a essa informação no Brasil. Ele é considerado um modelo de consórcio de bibliotecas único no mundo, pois é inteiramente financiado pelo governo brasileiro. É também a iniciativa do gênero com a maior capilaridade no planeta, cobrindo todo o território nacional.

O Portal de Periódicos atende às demandas dos setores acadêmico, produtivo e governamental e propicia o aumento da produção científica nacional e o crescimento da inserção científica brasileira no exterior. É, portanto, uma ferramenta fundamental às atribuições da Capes de fomento, avaliação e regulação dos cursos de Pós-Graduação e desenvolvimento da pesquisa científica no Brasil.


Missão e Objetivos

O Portal de Periódicos tem como missão promover o fortalecimento dos programas de pós-graduação no Brasil por meio da democratização do acesso online à informação científica internacional de alto nível.

As ações promovidas pela Capes por meio do Portal de Periódicos visam atender os seguintes objetivos:

    • A promoção do acesso irrestrito do conteúdo do Portal de Periódicos pelos usuários e o compartilhamento das pesquisas brasileiras em nível internacional;

 

    • A capacitação do público usuário – professores, pesquisadores, alunos e funcionários – na utilização do acervo para suas atividades de ensino, pesquisa e extensão;

 

    • O desenvolvimento e a diversificação do conteúdo do Portal pela aquisição de novos títulos, bases de dados e outros tipos de documentos, tendo em vista os interesses da comunidade acadêmica brasileira;

 

  • A ampliação do número de instituições usuárias do Portal de Periódicos, segundo os critérios de excelência acadêmica e de pesquisa definidos pela Capes e pelo Ministério da Educação.

Acesse o vídeo institucional do Portal de Periódicos em alta ou baixa resolução.

 

SCIRUS

A base SCIRUS...

Mais artigos...

  1. NDLTD
  2. Scielo