Educação para a Ciência Aspectos Técnicos e Tecnológicos

Apresentação do Curso

PÚBLICO ALVO

Professores e profissionais com o título de licenciatura e/ou Bacharelado em qualquer área do conhecimento.

 

PREVISÃO DE INÍCIO 

Inscrições abertas

Início mediante formação de turma

 

LOCAL DAS AULAS

FIO – Faculdades Integradas de Ourinhos/SP.

 

DIAS E HORÁRIOS DAS AULAS

Sábados (8h às 12h e 13h às 17h), em média duas vezes por mês, respeitando-se os períodos de férias letivas.

 

DURAÇÃO

18 meses e 04 meses para elaboração da monografia.

 

CARGA HORÁRIA

360 horas (+ monografia)

 

Obs.: Os cursos contarão com atividades disponibilizadas de modo semipresencial em até 20% da carga horária das disciplinas, possibilitando um atendimento personalizado ao aluno, por intermédio de modernas tecnologias de informação e comunicação. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: portaria MEC nº 4059 de 10 de dezembro de 2004 e decreto nº 5622 de 19 de dezembro de 2005.

 

FREQUÊNCIA E REGIME DE APROVAÇÃO

Conforme a Resolução nº 01/2007 do CNE/CES, para ser aprovado no curso, o aluno deverá obter, em cada disciplina, frequência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) e nota mínima de 7,0 (sete), inclusive na Monografia. As monografias serão avaliadas por Banca Examinadora. Os Certificados de Especialização serão emitidos pelas FIO - Faculdades Integradas de Ourinhos, autorizada pela LDBEN nº 9394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional).

 

NÚMERO DE VAGAS

Será necessário o número mínimo de 30 (trinta) alunos matriculados por curso para que seja confirmada a data de início das aulas. Se algum curso não preencher esse número mínimo de vagas, serão devolvidos aos inscritos os documentos e a taxa de matricula. Após a confirmação do início do curso, a taxa de matricula não será devolvida ao aluno.

 

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA MATRÍCULA

a)     Uma Fotocópia do RG e do CPF

b)    Uma Fotocópia da Certidão de Nascimento ou Casamento

c)     Uma Fotocópia do Diploma de Graduação (frente e verso; trazer o original para conferência)

d)    Uma Fotocópia do Histórico da Graduação

e)     Duas Fotos 3x4 recentes (coloridas; não podem ser digitalizadas ou fotocopiadas)

f)     Uma Fotocópia do Comprovante de Residência

g)     Currículo

h)   Comprovante do pagamento da taxa de inscrição

 

VALOR DA INSCRIÇÃO

R$ 95,00 (Noventa e cinco Reais)

 

*Monografia: A elaboração da monografia é individual e obrigatória, em cumprimento às exigências da Resolução nº 01/2007 do CNE/CES. O aluno deverá elaborá-la sob a orientação de um docente do curso que tenha, no mínimo, o título de Mestre. Os docentes orientadores serão indicados pela Coordenação Pedagógica do curso. As monografias serão avaliadas por Banca Examinadora.  Os custos com orientação de monografia estão inclusos no valor das mensalidades do curso.

*Obs.: No valor das parcelas das mensalidades estão inclusas 20 fotocópias referentes ao material didático, por final de semana de aulas. Os custos com fotocópias que excederem essa quantidade deverão ser pagos pelo aluno, à parte.

 

DISCIPLINAS E EMENTAS

 

AMBIENTES VIRTUAIS EM ENSINO DE CIÊNCIAS

O objetivo principal desta disciplina é fornecer uma base de conhecimento sobre o uso de tecnologia da informação para construção de ambientes virtuais operados via redes de computadores. A disciplina visa, também, permitir que o aluno identifique, combine e avalie os diferentes elementos necessários para o desenvolvimento de salas de aulas virtuais. Ao final da disciplina o aluno terá uma visão ampla dos aspectos técnicos, sociais, organizacionais e gerencias do uso de tecnologia de informação no processo de ensino de Ciências.

 

USO DA INFORMÁTICA NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Pretende-se  discutir,  inicialmente, os  aspectos  da  tecnologia digital e  seu impacto na  educação. A  seguir será estudado o desenvolvimento de instrução baseada em computadores com ênfase nos efeitos  de  novas  tecnologias,  como, por exemplo: Internet,  vídeo interativo,  hipermídia no aprendizado. O  próximo tópico será dedicado à discussão sobre as escolas como organizadoras da aprendizagem numa  sociedade  baseada  no conhecimento. Também será  discutido a  construção de  comunidades  virtuais  para  o desenvolvimento profissional.  A última  parte  do curso será sobre  a  construção social de  comunidades baseadas em aprendizagem digital.

 

JOGOS DIGITAIS NO ENSINO DE CIÊNCIAS

Compreender os conceitos relacionados com jogos digitais e edutretenimento. Compreender os elementos da produção de jogos digitais. Identificar os fatores críticos de sucesso na construção de jogos digitais pedagógicos. Identificar oportunidades do uso dos jogos digitais nas atividades de ensino. Auxiliar no processo de desenvolvimento de conteúdo educacional no formato de jogos digitais. Avaliar propostas que envolvam a produção e uso de jogos digitais na educação.

 

INTERDISCIPLINARIDADE NO ENSINO DE CIÊNCIAS

A disciplina pretende promover estudos, debates, reflexões e a análises críticas acerca das concepções atuais de Interdisciplinaridade em seus dois níveis de abrangência: o epistemológico e o pedagógico. Com isto, intenta contribuir para a formação teórica e filosófica dos pesquisadores da área de Ensino de Ciências e Matemática fazendo avançar as investigações de cunho interdisciplinar através da elaboração conjunta de métodos e técnicas interdisciplinares de ensino e pesquisa.

 

 

CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE.

A visão que os cientistas têm sobre ciências é diferente daquela que, em geral, têm aqueles que não pertencem ao mundo científico. Enquanto para o cientista a ciência é um empreendimento que demanda tempo e que formula seus próprios problemas, os quais nem sempre estão em ressonância com a sociedade, para o não cientista a ciência deveria ser neutra, deveria atuar sempre naquelas questões de interesse social e sempre no mais curto tempo possível. O posicionamento da ciência, da ciência aplicada e da tecnologia, embora difícil, é interessante de ser discutido principalmente pelas diferenças das visões de mundo nelas implícitas. A atividade científica e tecnológica tem servido, por exemplo, a finalidades bélicas por muitos anos e as novas gerações de estudantes de ciências têm que ser educadas para uma atitude mais crítica e menos contemplativa ao desenvolvimento científico e tecnológico. Neste sentido, na educação científica dos alunos é pertinente a abordagem da visão científico-tecnológica e de questões de ética e moral que sempre estão subjacentes a esta visão.

 

ENSINO DE CIÊNCIAS: ANÁLISE CRÍTICA DE PROPOSTAS PARA A AÇÃO DIDÁTICA E A INCLUSÃO ESCOLAR DE ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS

A disciplina pretende promover estudos e discussões que possibilitem a caracterização e a análise crítica de diferentes propostas e atividades para o Ensino de Ciências, tendo por base debates e pesquisas atuais na área.A disciplina deverá abordar ainda a relação entre ensino de ciências e inclusão escolar de alunos com necessidades educacionais especiais. Por meio de tal abordagem, pretende-se discutir os enfoques de inclusão e integração, a legislação brasileira referente à inclusão escolar, a influência de distintos referenciais educacionais para a implantação de uma prática de ensino de ciências inclusiva, as viabilidades e dificuldades inerentes ao planejamento e condução de situações inclusivas de ensino, e recentes pesquisas relacionadas ao tema do ensino de ciências e da inclusão escolar. Pretende-se dessa forma, explicitar e dicotomizar relações sensoriais homogêneas entre ensinar e aprender ciências, como também, discutir a influência da ausência da percepção visual para a construção do conhecimento científico.

 

A EXPERIMENTAÇÃO NA FÍSICA CONTEMPORÂNEA

A disciplina tem por objetivo geral apresentar ao aluno as pluralidades metodológicas do ensino experimental, particularmente no que se refere ao ensino de Física. Sua estrutura tem como foco principal, compreender o esvanecimento da experimentação concreta baseada no empirismo-positivismo para uma experiência mental (Gedankenexperiment) em consonância com um racionalismo aplicado bachelardiano, tendo em vista o caráter abstrato da experimentação no contexto da Física Moderna e Contemporânea. As reflexões históricas-epistemológicas e as implicações desta nova forma de conhecer e compreender a realidade, serão de extrema relevância para o desenvolvimento de novas metodologias e novas abordagens para o Ensino de Ciências.

 

ABORDAGENS METODOLÓGICAS NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

Nesta disciplina pretende-se analisar algumas abordagens metodológicas para o ensino de matemática. Serão focalizadas três abordagens metodológicas: resolução de problemas, atividades investigativas e modelagem matemática. A Etnomatemática será também discutida visto que se trata de um programa para a Educação Matemática que gera implicações metodológicas para o ensino desta ciência. A escolha de tais abordagens e programa justifica-se em função da importância e da representatividade dos mesmos no cenário da Educação Matemática, além de possuírem campos próprios de investigação. Uma contextualização do ponto de vista histórico focalizará o surgimento dessas abordagens e deste programa no cenário da Educação Matemática. Visa-se também conhecer os pressupostos teóricos de tais abordagens e programa e refletir sobre algumas de suas implicações no processo de ensino e aprendizagem da matemática.

 

SEMINÁRIOS DE PESQUISA EM ENSINO DE CIÊNCIAS

A disciplina constituir-se-á de seminários sobre projetos de pesquisa em Ensino de Ciências em andamento. Serão analisados e discutidos aspectos relativos à fundamentação teórica subjacente às pesquisas, metodologias empregadas e métodos utilizados na análise de dados obtidos. Nestas discussões pretende-se também avaliar as perspectivas de impacto dos resultados dessas pesquisas no ensino de sala de aula.

 

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO

Facilitar o trabalho dos participantes do Curso no desenvolvimento de pesquisa científica. Oferecer noções básicas sobre pesquisa e suas classificações, bem como o conceito e objetivos da monografia e a metodologia que pode ser utilizada.

 

 

botao inscrio

 

 

 FIO – FACULDADES INTEGRADAS DE OURINHOS/SP

Rodovia BR153 Km 338,42

Bairro Água do Cateto

Fone: (14) 3302-6405 / (14) 3302-6446