Acessibilidade

A demanda por acessibilidade baseia-se em um ideal de sociedade inclusiva e solidária. Com esse espírito, o NAU foi criado para oferecer condições universitárias de educação adequadas para que pessoas com deficiência vinculadas à instituição possam exercer plenamente seus direitos e liberdades fundamentais.

Uma definição partilhada pelo NAU/FIO baseia-se na Lei Nº 13.146 de 6 de julho de 2015, que por acessibilidade entende o seguinte:

"Possibilidade e condição de alcance para utilização, com segurança e autonomia, dos espaços, mobiliários, equipamentos urbanos, edificações, transportes, informação e comunicação, inclusive seus sistemas e tecnologias, bem como de outros serviços e instalações abertos ao público, de uso público ou privados de uso coletivo, tanto na zona urbana como na rural, por pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida" (BRASIL, 2015).

A expressão “pessoa com deficiência” é pelo NAU entendida com base na definição disposta também no Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/2015). Nesse sentido, o NAU oferece serviços a todo aquele que tem “impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual, em interação com uma ou mais barreiras, pode obstruir sua plena e efetiva participação na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas”. As barreiras podem ser de natureza arquitetônica, de mobília, de edificações, de transporte e equipamentos, tecnológica, comunicacional e atitudinal.